8 de jun de 2010

Estranhamento





Hoje estou com sentimentos estranhos, algo que não sei precisar muito bem o que e ou o porquê de estar sentindo assim. Não é uma coisa somente, são várias que me deixam com esse sentimento de vazio, de perda, de vontade de realização e ao mesmo tempo descrença de que realmente exista.
Não é tristeza, isso eu garanto, é mesmo uma espécie de ôco...
É uma vontade de que a razão esteja errada e, ao mesmo tempo, que a emoção, o desejo não me surpreenda.
Vontade de ter algumas pessoas que eu considero, tão mais perto, de poder externar o que sinto, aumentar a proximidade, que vejo minguar a cada dia, e o pior é que sei que também é por minha culpa...
Uma vontade utópica de sanar todo o mal do mundo, e não podendo salvar a todos, ao menos a mim, que ando cansada de achaques e ataques. Vontade mesmo, sabe do quê?




Casa No Campo
Elis Regina
Composição: Zé Rodrix e Tavito


Eu quero uma casa no campo
Onde eu possa compor muitos rocks rurais
E tenha somente a certeza
Dos amigos do peito e nada mais
Eu quero uma casa no campo
Onde eu possa ficar no tamanho da paz
E tenha somente a certeza
Dos limites do corpo e nada mais
Eu quero carneiros e cabras pastando solenes
No meu jardim
Eu quero o silêncio das línguas cansadas
Eu quero a esperança de óculos
Meu filho de cuca legal
Eu quero plantar e colher com a mão
A pimenta e o sal
Eu quero uma casa no campo
Do tamanho ideal, pau-a-pique e sapé
Onde eu possa plantar meus amigos
Meus discos e livros
E nada mais






13 Comentários:

Veronica Kraemer disse...

Patty, eu amei seu texto e muitas vezes ao mês me sinto assim, parece que vou explodir e que depois vou chorar e depois rir, não tem como descrever, né?
mas escrever é bom, colocamos pra fora o que está dentro, externalizamos.
Costumo dizer que sinto saudades do que nunca vivi, nestes dias...
Parece que quanto mais tento sair, mais estou dentro do meu mundinho.
To com saudades de tu, mas cade que deu tempo de ficar no tuí ontem e hoje?
Te adoro amiga
Beijossssssssssssssssssssss
Vero

Denise Lopes disse...

Oi amiga..de vez enquanto essa sensação bate mesmo...temos vontade de tantas transformações, dentro e fora de nós mesmas...isso vai passar...te gosto muito ..beijos

So artes disse...

Oi minha linda...imagina eu que estou a quilometros de distancia de todos?...mas a net aproxima as pessoas ...que bom que colocou seu sentimento para fora...aposto que está se sentindo mais leve.....
Tenha um lindo dia querida, bem mais completo e que vc se sinta abraçada...um abraço bem apertado...mesmo sendo dessa amiga aqui da outra ponta do continente!!!!!!
beijinhos
So

Renata França disse...

Que mágico!
Até quando você teme essa sensação de "ôco", como disse, externa algo que todas nós também sentimos e temos dificuldade em assumir aqui...
Qtas vezes já me senti assim...
Parece mesmo que falta algo, não é?
Mas quem sabe? Algo está por vir??
Seja o que for, adorei seu sentimento aqui exposto e dividido e espero que essa sensação logo seja "sanada", de qquer jeito.

Beijos!!!=)

Nanda disse...

Vixe Paty!!!
Lendo esse seu texto me vi nele!! Afe!
Eu heim!!!
E vejo que ainda continuo achando esse tipo de identificação estranha!
Eu, o texto de outra pessoa, o que a outra pessoa escreve e eu. Louco isso! Mas enfim, acontece as vezes isso comigo. rsrs

Um bjão!

Betty Gaeta disse...

Às vezes eu me sinto assim tb... Só que sou urbana demais para querer uma casa no campo, mas a música é linda!
Bjkas e um bom dia.

Raquel de Oliveira disse...

Muitas vezes estamos passando por tanta coisa que nos sentimos assim. A vida cada dia com mais complicações. Mas brinco sempre que ser gente grande é difícil mesmo! Uma coisa que me faz um bem enorme é sentar no Sol. Acho que a gente é como uma plantinha, precisa pra se sentir feliz, me dá energia e ajuda nesses dias assim. Um grande e iluminado beijão no teu coração!

Lenita Vidal Porcelanas disse...

Pois é, eu tenho uma casa no campo, onde eu possa pintar e tenho os amigos do peito, tenho o tamanho da paz e os limites do corpo...bem esses não tem limites...tenho uma cachorinha no lugar das cabras e carneiros o meu jardim já era por conta da cachorrinha, mas tem silêncio aqui. Meus filhos têm cuca legal. Plantar e colher é outra escolha, prefiro pintar. A casa de campo está ficando grande com filhos de cuca legal saindo para a vida. E o palntio dos amigos já dá sua primeira florada!
E nada mais.
Chamo este sentimento(ôco) de silêncio da alma, nestas horas, aproveito pra viver a minha vida, deixando que tudo tome o seu rumo, como se olhasse de fora de mim.
Beijos, Um dia colorido pra você!
Lenita Vidal

Joana Campos disse...

Nossa amiga, vc conseguiu passar para a tela, justamente o que estou sentindo mas não consegui colocar em um post passado....estou EXATAMENTE assim....Eu tbem quero uma casa no campoooooooo!

Beijos, passa lá no DE MIM PRA VC e...DE VC PRA MIM, tiespero por lá.


Joana Campos

Taís disse...

Humm, tem dias que também me sinto assim, mas melhorou muito desde que vim morar no campo (dia desses conto no meu blog), eu não sabia que alguém poderia ser tão feliz contemplando a natureza e as coisinhas simples da vida, coisas que esquecemos morando na cidade... está sendo mágico criar meu filho assim, respirando ar puro, longe do stress e da correria...

Bem, quanto a receita do "Mexidinho", ele é mais pra sopa do que pra angu. Por isso uso 4 ou 5 xícaras de água para 1/2 xícara de farinha de milho. Faça! Vai ver como é gostoso!
Bjinhos

disse...

Oi querida, sempre passo por aqui e, gostaria de deixar um link pra vc ler a respeito do que vc escreveu. Se me permtir, é claro...
http://evangelhoespirita.wordpress.com/capitulos-1-a-27/cap-5-bem-aventurados-os-aflitos/instrucoes-dos-espiritos/viii-a-melancolia/

beijo grande

Rosana Remor disse...

Ás vezes, fico assim...mas olho para a minha família e percebo o porquê da vida..., pinto, cozinho, sigo suas receitas maravilhosas e bola prá frente!!Beijos, minha linda!!

welze disse...

oi Dona Amélia, será que não é a isso que chamam melancolia? as vezes também fico assim. saudosa, chorosa, sem vontade pra nada e de nada. Mas passa logo. sou muito animada para ficar muito tempo assim. agora, que uma casa no campo é remédio para os males da alma, ah isso você está certíssima. espero que esteja melhor logo logo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

  ©Dona Amélia - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo