1 de dez de 2010

A Última Música - Livro e Filme



Há algum tempo eu vi as bonitas Letícia, Joana e Giuliana numa conversa acirrada sobre o filme “A Última Música”, lno twitter, e acabei me metendo no papo, mesmo sem ter visto ao filme, e foi aí que acabei por conhecer um pouco mais da obra do Nicholas Sparks. Por isso a Joana, minha querida Ladybug, me mandou de presente o livro citado.
Não o li de cara, pois resolvi ler primeiro o “Nunca Desista de Seus Sonhos”, que faz parte do Clube de Leitura  que integro tenho data certa para reenviar.
Assim que terminei, não tive dúvidas, lancei mão do “A Última Música” e comecei a ler. Depois que meu irmão e família saíram daqui de casa me deitei no sofá e comecei.
De cara achei uma leitura bem fácil, tranquila e comecei achando um tanto quanto clichê, mas isso pra mim não é problema, pois gosto de clichês, desde que bem amarrados. E quanto a isso o livro realmente não me decepcionou.
Ele fala de valores morais, amizade, amor, perdão e de como um único passo pode mudar completamente a nossa vida. De como é importante ter uma segunda chance na vida, quando erramos e do mal que se dá quando também não é aproveitada.
Eu sabia que o livro trataria, também, da relação difícil entre pai e filha, mas achei que não me tocaria tanto. Ah, ledo engano... Pois me tocou sim, mas de uma forma que não sei bem se quero comentar aqui.
Mas independente da minha vivência, é um livro que certamente emociona pela força que Sparks soube muito bem das às palavras. Dá pra sentir os medos, a revolta, a dor, a paixão de todas as personagens. Não dá para parar de ler. Eu comecei às 17:00 do domingo e só parei, aos prantos, às 4 da manhã de segunda!
Ao acordar foi estranho, me senti com um vazio tão pesado, que só consegui ficar em silêncio.




Mas eu não me contento com pouco.
Sendo assim, coloquei o filme pra baixar e depois de 30 minutos, lá estava eu a assistí-lo.
Desde a primeira cena o meu sentimento foi o do que estava diante de uma outra história. E o filme foi bem diferente mesmo; o achei muito artificial, sem conexão e totalmente sem vida! Os atores não tinham liga, ou seja, achei o filme sem vida!
Mesmo que não tivesse lido o livro, esse filme não teria me conquistado.

Mas se quiser saber mais, leia  o post da Giu e os comentários, sobre o livro e o outro post sobre o filme!

14 Comentários:

Lu disse...

Pronto! Vou ficar me roendo de curiosidade até achar esse livro e ler! E como me conheço, vai ser numa tacada só tbm!! E na madrugada tbm!!!rsrsrs

Mil bjs

Fernanda Reali disse...

Não me iinteressei nem pelo livro nem pelo folme. essa atriz do filme é o fim, fraquinha... Gostei do post porque, mesmo sem querer, teve um tom confessional, mostrou mais um pouquinho de ti.

beijooo

Márcia Chaves disse...

Menina,

quanta emoção nesse post!!

Abs

Márcia
www.loucapramudar.blogspot.com

Elaine Gaspareto disse...

Paty, vou ler o livro, mas não verei o filme.
Prefiro sempre ler, sabe?
Beijosssssss

So artes disse...

Oi minha querida, que saudades de vir aqui!
O passeio foi bem legal...voltei cansada, mas valeu a pena :)
Sobre o filme, minhas filhas adoraram até porque o ator/ galã é um gato ou como elas dizem por aqui Hot :)
Mas o livro deve mesmo ser melhor!
Beijinhos carinhosos e um otimo dia pra vc querida *Ü*
So

Carla Farinazzi disse...

Certamente que o livro já consta dos próximos! Gostei do que falou sobre o livro.
E sempre eu prefiro os livros, aos filmes baseados neles...

Deixo aqui uma indicação pra você, de um livro muuuuito bom que terminei de ler ontem: A Costureira e o Cangaceiro.

Espero que venha a ler, e desde já agradeço por sua dica!

Um beijo

Carla

A FADA DAS AGULHAS disse...

Paty,eu li o livro,e gostei!
Beijosss

Simone Souza

A FADA DAS AGULHAS disse...

Paty,o livro que me referi que li
foi a Última Música.

Chorei e me emocionei bastante!
Lindo!

Bjs
Simone Souza

calma que estou com pressa disse...

oi Paty - mas sempre é assim , quando lemos o livro - nós criaos o filme , e quando vamos ver o filme é decepcionante-
todos os livros que já li e depois fizeram filme me decepcionram-
prefiro ainda um bom livro!
bj
lu

Andreia Lica disse...

Paty, obrigada pela dica...Vc falou que faz parte de um clube de leitura? E ele aceita novas participantes?

Bjão

Jurubeba disse...

Paty,

Que bom que você teve as mesmas impressões que eu, a Giu e a Lelê.
Sabia que o livro te tocaria, é impossível não se emocionar com ele, por isso te dei de presente.

Fui a primeira a ler, e indiquei para vocês e continuo a indicar, pois o livro é maravilhoso. A história de amor é clichê e bonitinha, mas a relação entre pai e filha é um turbilhão de emoções.
Chorei tanto, que tive que dar uma pausa para me acalmar um pouco. Também fiquei um dia inteiro com uma vazio inexplicável dentro de mim.

Também fui a primeira a ver o filme, sem ler nada sobre ele ou ouvir a indicação das pessoas. Já escrevi no post da Giu, ele foi uma decepção enorme. Me contaram uma outras história, e por sinal muito mal contada.

Beijos ;)

Sandra disse...

É sempre assim, ou se gosta do livro, ou do filme...
A propaganda dolivro foi tão boa que eu vou colocá-lo na minha lista de compras!
Beijos

Giuliana: disse...

Paty,

Sou suspeita para falar de romances, clichês, Sparks. =]

Não tem como não ler este livro e não ficar mexida emocionalmente, principalmente para as pessoas que encontram afinidade na relação entre pai e filha. Ao lê-lo, chorei tanto que no outro dia estava com os olhos todo inchados, soluçava. E também fiquei assim, com um vazio, totalmente neutra, introspectiva. Como disse no meu post, precisei de um tempo para desintoxicar.

O filme resumo em uma palavra: DECEPÇÃO!

Amei seu post! Sentimentos em palavras. ;oD

Beijos

Tauana disse...

Paty eu gostei do filme, porque é bem o tipinho que curto, sem sal nem açúcar, romancinho aff rs... mas acredito que o livro deva ser muito melhor, afinal é mais cheios de detalhes e podemos imaginar as cenas do nosso jeito.
Bitocas!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

  ©Dona Amélia - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo