4 de jul de 2011

Forma Estreita



aprendi a passar
com o vento

entortei os pés à procura
de novos rumos

fechei portas, esqueci-me do chão e
aprendi a chorar baixinho

de forma estreita e olhos fechados
imaginei-me, tantas vezes, outra

mas sabendo-me sem posse e impostora
de mim mesma, é difícil habitar-me

ainda mais em dias de ventoso
inverno.


Patrícia Di Carlo
Imagem: Dame de Mort

4 Comentários:

Elena Corrêa disse...

Oi amiga
Que bom ver você inspirada!! Parabéns! Bjos e Sdssss

Renata G.F. Scarpino disse...

Adoro a sua poesia...soa como música de tão leve e tão natural...
Beijos, Paty!

Adriana Balreira disse...

Que poesia linda, não conhecia esse seu lado poético! Amei
Beijos
Adriana

Sandra disse...

Que lindo Paty!
Quanta inspiração amiga!
Beijos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

  ©Dona Amélia - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo